domingo, 20 de junho de 2010

Aterragem Forçada

Aterragem Forçada
Aterragem Forçada na Praia da Vieira (Praia do Vigão)

Embora não sejam fotografias aéreas, eis a primeira (e esperemos que a última) Aterragem Forçada do autor deste blogue, na tarde do dia 18 de Junho de 2010. A aterragem em si, próxima da Praia da Vieira, na Praia do Vigão, foi tecnicamente fácil e muito suave. O motor perdeu subitamente grande parte da sua potência obrigando o piloto a esta decisão extrema, pois já não possuia altitude suficiente para alcançar um aeródromo. Os problemas surgiram depois, com a exigente burocracia que rege os meios aéreos e a complicada operação logística para o resgate da aeronave. Primeiro foi rebocada por um tractor até saír da praia, seguidamente transportada para local seguro por um pronto-socorro, para passar a noite numa clareira do Pinhal de Leiria (Bajanca) sob a vigilância de um guarda florestal aposentado. Finalmente, no dia seguinte, foi desmontada e transportada de camião até à sua base no Campo de Voo da Lezíria.

Aterragem Forçada
Aterragem Forçada - 2 - Comunicação imediata com o controle aéreo e cancelamento das operações de busca e salvamento

Aterragem Forçada CS-UPK Pioneer 200 Praia da Vieira
Aterragem Forçada - 3 - Os traços das rodas demonstram a suavidade da rolagem

Aterragem Forçada
Aterragem Forçada - 4 - Reboque com tractor

Aterragem Forçada
Aterragem Forçada - 5 - Transporte com pronto-socorro

Aterragem Forçada CS-UPK Pioneer 200 Praia da Vieira
Aterragem Forçada - 6 - Pernoitada numa clareira do Pinhal de Leiria (Bajanca), ao cuidado de um prestável e simpático guarda florestal reformado. Obrigado, Sr. Victor e Sra. Diamantina

Aterragem Forçada
Aterragem Forçada - 7 - Desmontagem e transporte de camião no dia seguinte

O seguinte Link conduz-nos ao PDF do relatório final oficial deste incidente publicado pelo GPIAA (Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves). Leiam, é interessante ler este documento.

Relatório oficial GPIAA do Incidente

Eis o Link para um engraçado video no YouTube que mostra um dos vários métodos envolvidos no resgate desta aeronave.

Caos na Estrada

 
Viagem programada e Localização do Incidente

Praia da Vieira 
O Local da Aterragem (Praia do Vigão)

Bajanca
Bajanca - A clareira do pinhal de Leiria onde o CS-UPK pernoitou.


A Avaria do Motor Jabiru 2200

Após a inspecção do motor Jabiru 2200 do Pioneer 200 CS-UPK efectuada pelos peritos do GPIAA (Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves), descobrimos a causa da Avaria de Motor e consequente perda parcial de potência. O ajustador da válvula de escape do cilindro 3 soltou-se em pleno voo. Assim, com a válvula de escape desse cilindro permanentemente fechada, impedindo a circulação de gás de combustão, o motor funcionava apenas em 3 cilindros.

Aterragem Forçada Cabeça do Cilindro nº 3 do motor Jabiru 2200 sem o ajustador de válvula de escape

Avaria de Motor
Ajustador de válvula de escape que se soltou em pleno voo


(--- Ver no Google Maps ---)



...

32 comentários :

  1. Queria dar os meus parabens pelo final feliz!
    Sera que podias por um poste aqui no blog para explicar as causas do acidente para sabermos melhor as causas?

    Paulo Olim
    Asas Madeira

    ResponderEliminar
  2. Thanks for the encouragement on Trials, Travels and Tributes. I enjoyed your pictures. I wish I was fluent in your language so I could read the text. Blue Skies my friend !

    www.shanekammerdiener.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Caro Paulo,
    Agradeço o seu interesse pela causa deste precalço, mas apenas poderei publicar o motivo após conclusões do GPIAA (Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes de Aeronaves).
    Bons voos ...

    ResponderEliminar
  4. Olá, qual não e o meu espanto, quando vejo que a noticia que me chocou tanto ao ver na TV, o meu amigo Duarte Pinto esteve involvido!
    Bem ainda bem que tudo acabou bem, e já agora a aeronave era a sua? como e que ficou?

    Abraço
    jõao
    www.vidadespotter.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Olá João,
    Qual não é o meu espanto ao saber que a notícia da aterragem forçada do nosso Pioneer 200 na Praia da Vieira apareceu na TV. Foi o João que me acabou de dar essa informação ...
    Não houve consequência de maior. O avião ficou impecável, e o meu passageiro e eu também. A aterragem em si foi perfeitamente normal, mais suave ainda do que é habitual. O motivo foi falha de motor (perda parcial de potência). A praia foi a melhor opção (em vez dos pinheiros ou o mar). A altitude em que sucedeu não permitia chegar a Monte Real ou alternar para LPCO.
    Já agora, João, diga-me quando e em que canal viu a notícia.
    Um abraço aeronáutico,

    ResponderEliminar
  6. Olá;
    Penso que me enganei quando disse que apareceu na Tv! Lamento, onde eu li a noticia foi no forum do site Avição Portugal e portugalspotters que são dois sites de entusiastas da aviação onde se partilha imagens de aeronaves noticias e muito mais!
    Ainda bem que nao aconteceu nada a aeronave e aos seus tripulantes!
    Abraço
    e lamento pelo iquivoco!
    Jõao

    ResponderEliminar
  7. Só tenho a dar os meus parabéns ao Duarte pelo sangue frio que mostrou ter sobre stress num pesadelo destes. Sei que haveria alguém em maus lençóis se esta história tivesse acabado mal.
    Enfim..

    ResponderEliminar
  8. Julgo que essa pessoa deveria forçosamente estar em maus lençóis, mesmo que não tenha acontecido nada de grave, pois a responsabilidade é idêntica.
    Na aviação não se brinca com a manutenção ! NUNCA !!!

    ResponderEliminar
  9. Grande susto este, amigo Duarte! Muito contente estou por ouvir a tua aventura na 1ª pessoa. Podes considerar-te já um sobrevivente...Como se costuma dizer: o que não nos mata, torna-nos mais fortes. Por isso passo a considerar-te melhor piloto ainda do que eras! Beijos

    ResponderEliminar
  10. Obrigado Patrícia. O susto nem surgiu, pois tinha mais de 60 kms de pista (a praia vazia) à minha frente, o que serviu para ficar completamente à vontade. Se o motor tivesse parado longe da costa, em terreno escarpado e montanhoso, longe de uma auto-estrada ou terreno liso, a situação seria totalmente diferente. Nunca estamos absolutamente isentos de risco.
    Agora já posso afirmar que sei o que é aterrar numa praia ... é simplesmente maravilhoso ... O pior vem depois ...

    ResponderEliminar
  11. Que história! Fico realmente feliz em saber que tudo correu bem e sem nenhum arranhao.
    Temos que marcar um passeio pelos ares,... tu pilotando e eu saltando de pára-quedas, afinal tenho breve de paraquedismo.
    Aquele abraco meu amigo.
    Grazi

    ResponderEliminar
  12. ***************
    Glad you lived to tell the tale! Thanks
    Looks a bit chilly for a swim!
    ***************

    ResponderEliminar
  13. Funny that you mention that Duarte because we're rebuilding an engine right now.
    I'm glad you made a safe off field landing. I've looked at your photos and am surprised that it didn't flip forwards. The photo of your plane being pulled by a tractor shows sand halfway burying your wheels.
    Nice landing,
    Mark

    ResponderEliminar
  14. Thanks for your comment, Mark. I wish you use the dyno wrench the right way while you are rebuilding your engine. It seems that maintenance people in Portugal don't use it very often ...
    I wish you very good flights and nice landings,

    ResponderEliminar
  15. Ganda piloto !!!!!
    Onde fica isso ?
    O seguro pagou a festa ?
    Pode voltar a acontecer ?
    Como foi a viagem a Madrid ?
    Abrazen ...

    ResponderEliminar
  16. Hey Duarte,

    I figured out how to translate the text....awesome pictures and story. Gotta love flying the coast.....one long runway !

    Tailwinds my friend !

    ResponderEliminar
  17. Não posso deixar de comentar mt coisa errada q vejo escrito neste Blog e até difamatória , ora vejamos :

    A investigação técnica não tem por objectivo o apuramento de culpas ou a determinação de responsabilidades mas, e apenas, a recolha de ensinamentos susceptíveis de evitarem futuros acidentes.

    Portanto caso estejam interessados vejam o relatório no próprio site do GPIAA , Acrescenta-se ainda q da propria marca do referido motor aconselha uma substituição do referido parafuso ( neste caso ainda tinha o original ) . Portanto n é de bom tom dizer q o gabinete GPIAA conclui o que anda para aí a dizer.

    ResponderEliminar
  18. Caro Anónimo,
    Nunca se referiu neste blog que a avaria provinha com toda a certeza de um erro de manutenção e também nunca se afirmou que o GPIAA teria chegado a tal conclusão.
    Sería bom ler com atenção o que foi escrito pelo autor e interpretar o verdadeiro sentido das palavras, sem dar asas a falsas afirmações, como a que acaba de fazer.
    Cumprimentos do autor do Blog …

    ResponderEliminar
  19. Parabens Duarte,

    and welcome to the club...

    Ver GPIIA 30JAN05.
    Não me aleijei, nem o meu pendura, que realizava o primeiríssimo voo da sua vida e digo-te...é muito desagradável ficar sem motor, especialmente em terrenos não preparados, como tu referes... Neste caso, a praia veio mesmo a calhar!
    Bons voos.
    A.Alves

    ResponderEliminar
  20. Obrigado pelo comentário, A.Alves,
    De facto, na Praia da Vieira não havia "tocos" de árvores, como no teu caso de aterragem forçada em terreno não preparado, o que me permitiu fazer uma das aterragens mais bonitas e suaves da minha vida ...

    ResponderEliminar
  21. Hi Duarte, the same problem happened 7 years ago to the previous owner of my Storch with a Jabiru 2200.
    After he changed all the Ajustador de válvula with another kind (no esagonal tool for torque, but simple screwdriver)
    Why Jabiru factory doesn't inform its clients?
    Domfabio Italy

    ResponderEliminar
  22. Thanks for your comment, Domfabio ...
    I also think Jabiru factory should inform its clients about this defective adjusters and propose their substitution for free to get a better reputation and allow its customers to fly safer ...
    I will never fly an airplane with this kind of engine again. Now I bought a brand new PiperSport with a reliable Rotax 912 ULS (and BRS) ...

    ResponderEliminar
  23. Grande Duarte! Nada o assusta,boa sorte...

    ResponderEliminar
  24. EXCELENTE blog! Parabéns e queremos mais!!!

    ResponderEliminar
  25. Frieza e lucidez de raciocínio...deves ter tido muita......Parabéns pelo resultado da tua calma e maturidade aeronáutica.....

    ResponderEliminar
  26. Felizmente correu tudo muito bem. Abraço.

    ResponderEliminar
  27. Carissimo Duarte, felizmente correu tudo muito bem. O sangue frio e a capacidade de concentração em resolver o que é importante são fundamentais nestas situações. Abraço.

    ResponderEliminar
  28. Duarte . Grande aviador . Um forte abraço .Zé Garrocho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me considero grande aviador, Zé. Tive sorte. Poderia muito facilmente ter dado para o torto.

      Eliminar

 
Google+